27.3.07

Tantra

Os Tantra foram a primeira banda portuguesa a esgotar a lotação do Coliseu dos Recreios, em duas noites consecutivos de Dezembro de 1977, para os concertos de apresentação do seu primeiro LP, Mistérios e Maravilhas. No ano seguinte publicaram o segundo LP, Holocausto, que levariam depois em digressão pelo país. Entre um e outro disco, a formação do grupo alterou-se: mantiveram-se Manuel Cardoso (guitarra), António José Almeida (bateria) e Américo Luís (baixo), mas o teclista Armando Gama foi substituído por Pedro Luís, e Tony Moura, guitarrista e vocalista dos Psico, participou como artista convidado.

Graças ao Videotoupeira, eis um apontamento visual sobre o grupo que combina imagens desses dois momentos: no espectáculo de apresentação do primeiro disco, o cantor mascarado é Manuel Cardoso, e as imagens, embora fugazes, transmitem uma ideia (pálida) da pujança cénica dos Tantra; no segundo momento, em ambiente de sala de ensaios, é Tony Moura quem canta, enquanto Manuel Cardoso, agora sem máscara, se limita tocar guitarra solo.

Em ambos os casos, vê-se e ouve-se a presença do futuro herói baterista, a quem os demais chamavam «Chefe».

5 comentários:

Jorge Carvalho disse...

Tozé Almeida sempre em grândola!

Carlos_da_Costa disse...

Só um pequeno acrescento à info. : no primeiro vídeo quem está nos teclados é Pedro Mestre que na altura já tinha substituido Armando Gama. Posteriormente foi substituido por Pedro Luís. Pedro Mestre, também como autor da música, participou ainda na faixa que encerra o álbum Holocausto ("Ji").

João Sousa disse...

Falta o videoclip da Saudade dos Herois do Mar. Não podiam colocar se faz favor. Enquanto não tenho o CD era bacano ouvir as musicas.

ZEFP disse...

bacano
não há videoclip do Saudade, nem de nenhuma música do 1º álbum.
O que existe são 2 situações filmadas pela ORTF no Bois de Bologne - Paris, 1982- para o Brava Dança dos Heróis e Saudade.Não contemplam a total duração das canções e estão integrados numa reportagem extensa que conta também com entrevista e actuação ao vivo.
O 1º videoclip oficial é Amor (parte I).

Anónimo disse...

ate ao 1:39 simplesmente genial... depois, comum (excluindo a bateria)...